Recuperação de Nascentes e Áreas de Preservação Permanente (APP)

Realizamos manejo integrado para recuperação de nascentes d’águas. Consiste, basicamente, na conservação ou restauração da vegetação com espécies adequadas, de preferência nativas locais. As raízes melhoram a infiltração da água no subsolo abastecendo o lençol freático, além de melhorar as características químicas, físicas e biológicas do solo. A composição de solo e as raízes da vegetação funcionam com esponjas naturais que retem grandes quantidades de água e mantem a nascente viva por muito mais tempo mesmo em períodos de estiagem. A vegetação evita ou diminui o assoreamento provocado pelo escoamento superficial das águas de chuvas, o que compromete a funcionalidade de uma nascente.

O reflorestamento das Áreas de Preservação Permanente (APP) é feito a partir da combinação de espécies a serem cultivadas em estágios sucessivos. Observando a proporção de espécies nestes estágios, são considerados no trabalho o espaçamento e a densidade dos indivíduos no plantio, onde a estratégia usada para a implantação observa as leis ambientais vigentes. Outro critério é a dos grupos ecológicos, considerando como as plantas reagem no ambiente. As APPs se destinam a proteger os solos e, principalmente, as matas ciliares. Este tipo de vegetação cumpre a função de proteger os rios e reservatórios de assoreamentos e transformações negativas nos leitos, garantindo o abastecimento dos lençóis freáticos e a preservação da vida aquática.

O Código Florestal Brasileiro, Lei nº12.651/12, no seu art. 4º, estabelece como Áreas de Preservação Permanente (APP):

I – as faixas marginais de qualquer curso d’água natural perene e intermitente,
excluídos os efêmeros, desde a borda da calha do leito regular, em largura mínima de:

a) 30 (trinta) metros, para os cursos d’água de menos de 10 (dez) metros de largura;

b) 50 (cinquenta) metros, para os cursos d’água que tenham de 10 (dez) a 50 (cinquenta) metros de largura;

c) 100 (cem) metros, para os cursos d’água que tenham de 50 (cinquenta) a 200 (duzentos) metros de largura;

d) 200 (duzentos) metros, para os cursos d’água que tenham de 200 (duzentos) a 600 (seiscentos) metros de largura;

e) 500 (quinhentos) metros, para os cursos d’água que tenham largura superior a 600 (seiscentos) metros;

Realizamos manejo integrado para recuperação de nascentes d’águas. Consiste, basicamente, na conservação ou restauração da vegetação com espécies adequadas, de preferência nativas locais. As raízes melhoram a infiltração da água no subsolo abastecendo o lençol freático, além de melhorar as características químicas, físicas e biológicas do solo. A composição de solo e as raízes da vegetação funcionam com esponjas naturais que retem grandes quantidades de água e mantem a nascente viva por muito mais tempo mesmo em períodos de estiagem. A vegetação evita ou diminui o assoreamento provocado pelo escoamento superficial das águas de chuvas, o que compromete a funcionalidade de uma nascente.

O reflorestamento das Áreas de Preservação Permanente (APP) é feito a partir da combinação de espécies a serem cultivadas em estágios sucessivos. Observando a proporção de espécies nestes estágios, são considerados no trabalho o espaçamento e a densidade dos indivíduos no plantio, onde a estratégia usada para a implantação observa as leis ambientais vigentes. Outro critério é a dos grupos ecológicos, considerando como as plantas reagem no ambiente. As APPs se destinam a proteger os solos e, principalmente, as matas ciliares. Este tipo de vegetação cumpre a função de proteger os rios e reservatórios de assoreamentos e transformações negativas nos leitos, garantindo o abastecimento dos lençóis freáticos e a preservação da vida aquática.

O Código Florestal Brasileiro, Lei nº12.651/12, no seu art. 4º, estabelece como Áreas de Preservação Permanente (APP):

I – as faixas marginais de qualquer curso d’água natural perene e intermitente, excluídos os efêmeros, desde a borda da calha do leito regular, em largura mínima de:

a) 30 (trinta) metros, para os cursos d’água de menos de 10 (dez) metros de largura;

b) 50 (cinquenta) metros, para os cursos d’água que tenham de 10 (dez) a 50 (cinquenta) metros de largura;

c) 100 (cem) metros, para os cursos d’água que tenham de 50 (cinquenta) a 200 (duzentos) metros de largura;

d) 200 (duzentos) metros, para os cursos d’água que tenham de 200 (duzentos) a 600 (seiscentos) metros de largura;

e) 500 (quinhentos) metros, para os cursos d’água que tenham largura superior a 600 (seiscentos) metros;

 SAC DA MATA ONLINE

Solicite uma Cotação para Recuperação de Nascente e APP.

Respondemos em até 48 Horas. Precisa Falar Agora?

Chame no Whatsapp  +55 15 997091927 ou Utilize o Formulário

Nome

E-mail

 SAC DA MATA ONLINE

Solicite uma Cotação para Recuperação de Nascente e APP.

Respondemos em até 48 Horas. Quer Falar Agora ?

Chame no Whatsapp  +55 15 997091927

ou Utilize o Formulário

Nome

E-mail